Como escolher e comprar um Violão? | Pepineli Luthier
Comprar um violão pode se tornar muito difícil. Ao entrar numa loja, nos deparamos com dezenas de marcas e modelos... mas será que um violão de Luthier não é a melhor opção?
Como comprar um violão folk, comprar violão, loja de violão, comprar violão luthier, vale a pena violão luthier, como escolher violão, comprar violão martin
539
post-template-default,single,single-post,postid-539,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
 

Como escolher e comprar um Violão?

Comprar um Violão Folk Pepineli Luthier

Como escolher e comprar um Violão?

Comprar um violão pode se tornar muito difícil quando não temos um conhecimento do assunto. Ao entrar numa loja, nos deparamos com dezenas de marcas e modelos…

 

É preciso saber isso para comprar um violão

A primeira coisa que precisa ser esclarecida é: Você quer um violão de loja ou de Luthier? Provavelmente esse artigo vai te ajudar mais se estiver tendencioso a comprar um violão de Luthier. E esperamos que seja conosco! Hahahaha

Todo violonista tem vontade de ter um violão feito sob medida para ele, mas fica na dúvida na hora de conversar com seu luthier sobre quais madeiras usar, qual tensão de cordas usar, qual tamanho do instrumento, etc.

Todas essas dúvidas podem ser esclarecidas num bate papo com o profissional que fabricará o violão, porém é muito interessante que o cliente já tenha em mente mais ou menos o que deseja, para não ser surpreendido com o resultado. E todos sabem que muitas vezes a surpresa é negativa.

 

Tipos de Violão: Clássico ou Folk

Para começar, vamos falar um pouco sobre os tipos de instrumentos. A primeira decisão a ser tomada é se você vai comprar um violão folk ou um violão clássico. São formatos completamente diferentes não apenas por fora, mas por dentro cada um tem sua arquitetura e estrutura para entregar a proposta de som deles.

Depois de escolhido o modelo, precisamos nos aprofundar nas variações de cada um deles.

 

Variações para cada Tipo de Violão

No Violão Clássico, embora por fora ele tenha o mesmo aspecto, por dentro ele pode variar de acordo com a necessidade do cliente. Ao encomendar um, é necessário descrever ao seu Luthier qual o tipo de som que te agrada mais: Com mais volume, com o som equilibrado, destaque para os graves, destaque para os agudos, destaque para os médios, som mais brilhante, etc. Com isso, o profissional trabalhará a estrutura e arquitetura do instrumento.

No Violão Folk, essas informações sobre timbre são tão importantes quanto no Violão Clássico, e além disso, a variação de formatos do Violão Folk é maior, com diferenças visuais grandes. Nós produzimos quase todos aqui em nosso ateliê: Dreadnought, OM (Orchestra Model), 000 ( Triple 0), Jumbo e Orquestra (Modelo próprio). Temos fotos apenas de alguns em nosso site, mas entre em contato conosco se tiver interesse em comprar algum que não tenha foto aqui.

 

Madeiras

Além do aspecto visual que cada uma tem, elas influenciam no timbre do Violão.

É importante ter uma opinião sobre qual madeira gostaria de utilizar no instrumento, mas ressaltamos que cada uma tem um valor, o que pode variar significativamente no preço final do instrumento.

Quando você informar o Luthier sobre o timbre do instrumento que deseja, é importante ter uma conversa com ele sobre o quanto a madeira desejada pode influenciar no som dele.

 

Tensão das Cordas

Esse é um fator muito importante para que sua tocabilidade não seja comprometida, e que o instrumento seja feito de acordo com o seu padrão. O Luthier precisa ser informado previamente sobre qual tensão deseja usar em seu instrumento, pois assim ele será concebido exatamente no padrão de cordas que será utilizado.

Alterar a tensão da corda depois do instrumento pronto pode alterar bastante o timbre dele, e principalmente sua estrutura, chegando em alguns casos até quebrar o instrumento.

Quanto menor a tensão, mais leve fica a tocabilidade, machucando menos a mão, porém forçando menos o instrumento a liberar o som quando tocado. E Quanto maior a tensão, mais difícil a tocabilidade, pois além do instrumento sofrer com a grande tensão, a mão sofre ao digitar as notas na escala, criando mais calos nos dedos, porém a corda de tensão mais pesada extrai mais som da caixa acústica do violão, que pode agradar mais quem está ouvindo.

 

Sobre detalhes e acabamentos

É possível trabalhar detalhes como filetes e mosaico, porém os detalhes podem alterar também o valor do instrumento. Alguns casos fogem do padrão do Luthier, e isso encarece a mão de obra. E não alteram o timbre do instrumento, então são vistos como perfumaria.

A por fim, o Verniz. Existem as opções Brilhante, Acetinado ou Fosco. A diferença entre Acetinado e Fosco, é a quantidade de brilho entre um e outro, mas basicamente os dois são comumente considerados “Foscos”. Dependendo de como aplicado, eles tem o mesmo resultado sonoro, a questão também fica por parte da estética. Então, deve atender o gosto do cliente.

 

Acho importante reforçar que para cada estilo musical, os violonistas costumam usar determinado tipo de instrumento, mas isso não torna obrigatório o uso daquele modelo para determinado fim. É importante que você fique feliz com o resultado do instrumento para aplicar da forma que achar ideal, onde achar ideal. Mas não hesite em pesquisar o Por Que aqueles musicos usam aqueles instrumentos para aquele uso.

 

Esperamos ter ajudado de alguma forma esclarecer algumas dúvidas. Mas caso ainda tenha dúvidas, mande-nos uma mensagem clicando aqui que será um prazer ajudá-lo. E uma alegria muito maior se nos esolher como seu Luthier.

No Comments

Post A Comment